• Redação Profile

O que significa ser uma Empresa B?

Atualizado: 2 de set.

O movimento B é formado por empresas comprometidas com uma geração de impacto positivo, construindo

uma economia mais inclusiva, equitativa e regenerativa. Entenda.


Desde novembro de 2019, a Profile é uma Empresa B certificada. Uma

conquista que nos orgulha muito, pois representa nossa crença de que é

possível – e necessário – fazer negócios de uma maneira diferente, ajudando

a construir algo melhor para o mundo. Mas uma dúvida comum que ouvimos

desde então é: o que significa ser uma Empresa B certificada?


O que é uma Empresa B certificada?


Uma Empresa B certificada, de acordo com o próprio Sistema B (que emite

a certificação), é um tipo de negócio que equilibra propósito e lucro, considerando

o impacto de suas decisões em seus trabalhadores, clientes, fornecedores,

comunidade e meio ambiente.


Em outras palavras, Empresas B são negócios que buscam ser melhor para

o mundo. Elas estão comprometidas com um plano de desenvolvimento

contínuo e adotam uma lógica de geração de impacto positivo. O objetivo

é construir uma economia mais inclusiva, equitativa e regenerativa.


Além do desempenho financeiro do negócio, a certificação de Empresa B

leva em consideração, principalmente, o desempenho social e ambiental

da companhia ao longo de sua operação. A análise é realizada em cinco

áreas: Governança, Trabalhadores, Clientes, Comunidade e Meio Ambiente.


O conceito surgiu em 2006, quando o americano Jay Coen Gilbert decidiu

criar algo para que o ambiente de trabalho gerasse impacto positivo na

sociedade. Foi assim que nasceu a B Lab (a letra B vem de benefício), uma

organização sem fins lucrativos que tem como objetivo redefinir o sentido

de sucesso empresarial. No Brasil, a iniciativa chegou em 2013, quando o

empreendedor social Marcel Fukayama fundou o Sistema B Brasil.


Atualmente, existem mais de 230 Empresas B no país, cerca de 840 na

América Latina e quase 4,4 mil ao redor do mundo.


Os quatro atributos de uma Empresa B


De acordo com o Sistema B, as Empresas B têm quatro atributos essenciais. São eles:

  • Têm um propósito forte: suas ações são motivadas e comprometidas com a geração de impacto positivo para a sociedade e para o meio ambiente.

  • Incorporam as Cláusulas B: incluem no contrato social duas cláusulas que garantem o compromisso da empresa em ir além de seus interesses financeiros e econômicos nas tomadas de decisões, ampliando os deveres de acionistas, administradores e gestores. Além disso, a empresa reforça e protege seu compromisso com responsabilidades sociais e ambientais em toda sua operação.

  • São comprometidas com uma melhora contínua: as Empresas B são avaliadas, verificadas, auditadas e certificadas por especialistas do B Lab. Elas devem operar com altos padrões de transparência e aprimorar continuamente sua gestão e mensuração de impacto.

  • Atuam com interdependência: reconhecem o poder da interdependência e colaboração mútua entre as empresas para o desenvolvimento de uma economia mais inclusiva, equitativa e regenerativa.


O que é preciso para ser uma Empresa B?


Existem alguns requisitos para se tornar uma Empresa B. São eles:

  • Ser uma entidade com fins lucrativos;

  • Ter mais de 12 meses de operação;

  • Ser uma empresa completa e distinta, o que significa que não é possível obter a

  • certificação individual para divisões, marcas, departamentos, unidades ou empresas que não tenham o controle de seu produto ou serviço;

  • Operar em mercados competitivos (empresas que operam em monopólio, são controladas pelo governo ou têm benefícios significativos em relação a impostos não são elegíveis);

  • Adicionar as Cláusulas B ao contrato social em até 12 meses depois da certificação.

Como se tornar uma Empresa B?


Para se tornar uma Empresa B certificada, é necessário passar por um

processo de avaliação que pode durar de seis a 24 meses de duração.

O tempo varia de acordo com o tamanho e a complexidade da companhia.

Ao todo, são oito etapas:


1. Preenchimento da Avaliação de Impacto B (BIA)

A avaliação inclui uma análise detalhada e rigorosa de como a empresa

interage com diferentes públicos de interesse, passando pelas estruturas

de governança, atuação e satisfação dos colaboradores, relacionamento

com clientes, fornecedores, até a mensuração dos impactos causados pela

empresa ao meio ambiente e comunidade na qual operam. São 200 perguntas,

sendo que cada uma vale um ponto.


2. Envio da avaliação para revisão

Além da avaliação de impacto, também é necessário declarar a relação da

empresa com setores ou práticas controversas por meio do Questionário de

Divulgação. Nele, é necessário compartilhar práticas sensíveis, penalidades

ou sanções que já foram recebidas pela empresa ou por seus parceiros.

As respostas não afetam o resultado numérico total da avaliação, mas pode

ser necessário apresentar mais documentos que comprovem práticas de

transparência e de redução de danos. Ao final, a empresa precisa obter uma

pontuação mínima de 80 para realizar o envio do formulário para revisão e

começar o processo de certificação.


3. Fila de revisão

Depois de enviar a avaliação para revisão, é realizada uma análise inicial

pelo Sistema B Internacional. Nesta etapa, é observado se a empresa é

elegível e cumpre os requisitos mínimos para ser uma Empresa B certificada.

A empresa também deve fazer um pagamento inicial que corresponde a 30%

da taxa anual de certificação, que varia de acordo com o faturamento do negócio.


4. Avaliação

Após o pagamento, a empresa segue para a etapa de avaliação, quando

são verificadas informações importantes declaradas no questionário (como

setor, tamanho, indústria, modelo de negócio de impacto e áreas com mais

pontuação). É importante notar que, nesta fase, podem ser realizados ajustes

na avaliação da empresa, alterando a pontuação final. Só é permitido avançar

para a próxima etapa se mantiver o resultado mínimo de 80 pontos.


5. Fila de verificação

Neste momento, a empresa deve apresentar documentos e evidências que

comprovem práticas, políticas e processos internos declarados na avaliação.


6. Verificação

Um auditor do B Lab faz um processo de verificação e auditoria das respostas

da empresa com base nos documentos apresentados. Ao final, a organização

recebe uma pontuação final revisada. Se permanecer com pelo menos 80

pontos, a empresa é considerada apta a ser uma Empresa B certificada e

deve assinar o Termo de Interdependência do Movimento B. Caso a pontuação

seja reduzida para menos de 80, por outro lado, a empresa tem até três

meses para trabalhar na implementação de práticas e processos que possam

levá-la a atingir a pontuação mínima novamente.


7. Pagamento da taxa anual

Para confirmar a certificação como Empresa B, a organização deve pagar

os 70% restantes da taxa anual de certificação. Esse valor, que varia de

acordo com o faturamento da empresa, deve ser pago todos os anos. Vale

dizer que a certificação como Empresa B tem validade de três anos. Depois,

a empresa deve passar por um processo de recertificação para manter o

status de Empresa B certificada.


8. Cumprimento dos requisitos legais de uma Empresa B

Por fim, a empresa deve se comprometer a incluir as duas Cláusulas B no

contrato social em até 12 meses após a certificação. Lembrando que essas

cláusulas asseguram o compromisso da empresa de ir além de seus interesses

financeiros e econômicos na tomada de decisões estratégicas, assumindo

responsabilidades e protegendo a sua missão diante de questões sociais e

ambientais.


É um processo que pode ser longo e trabalhoso e com certeza é extremamente

recompensador. Além de necessário. Porque muito mais do que ter os melhores

negócios do mundo, é preciso ser melhores negócios para o mundo.